CEFORH/CONSAÚDE inicia curso do Projeto Itinerários do Saber

O CEFORH (Centro de Formação de Recursos Humanos), administrado pelo CONSAÚDE, deu início a curso do Projeto Itinerários do Saber, uma iniciativa do Ministério da Saúde em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnologia em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (ICICT/FIOCRUZ) e com a Rede de Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde (RETSUS). As aulas começaram nesta quinta-feira (23).

O curso terá carga horária de 60 horas, na modalidade semipresencial. Serão realizados cinco encontros presenciais nos dias 23 e 30 de maio, 6, 13 e 27 de junho, sempre das 8h às 17h. A proposta é capacitar profissionais do SUS, visando contribuir para o fortalecimento do Programa Nacional de Segurança do Paciente, qualificando para o cuidado e com foco no monitoramento e prevenção de danos na assistência à saúde.

Para a Diretora de Recursos Humanos do CONSAÚDE, Leiri Kozikoski, o curso vem aprimorar o trabalho desenvolvido na região. “Capacitar os profissionais da área da saúde também é prioridade do CONSAÚDE. Estamos focando na qualificação de todos aqueles que desejam obter mais conhecimento e, assim, contribuir com a saúde no Vale do Ribeira. A maior parte de nossa população depende do atendimento do SUS, por isso, quanto mais capacitados estivermos, melhores serão os resultados”, disse.

 

Sobre o Itinerários do Saber

O Projeto Itinerários do Saber tem como objetivo promover o desenvolvimento de estratégias para a qualificação dos profissionais de saúde de nível médio/técnico, visando o aperfeiçoamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Para isso, as Escolas Técnicas do SUS (ETSUS) ofertarão cursos com o apoio gerencial do projeto de acordo com as demandas de cada uma das cinco regiões do país.

As formações serão estruturadas dentro de quatro eixos temáticos e prioritários: Acolhimento em Saúde, Saúde Mental, Segurança do Paciente e Vigilância em Saúde. As ações acontecerão em consonância com as diretrizes da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde, com foco também no fortalecimento da Atenção e do Cuidado como vetores integrativos da prática em saúde.

Até 2019, a meta prevista será ofertar 150 mil vagas para profissionais de nível médio/técnico e 2,5 mil vagas para tutores. Os cursos possuem carga de 60 horas e poderão acontecer nas modalidades: presencial, semipresencial e/ou a distância, pela plataforma AVASUS (Ambiente Virtual de Aprendizagem do Sistema Único de Saúde).

Esta iniciativa é do Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Gestão da Educação na Saúde (DEGES) da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), que atua em conjunto com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnologia em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (ICICT/FIOCRUZ) e com a Rede de Escolas Técnicas do Sistema Único de Saúde (RETSUS).