Trabalho do CONSAÚDE é destaque em rádio de Registro

22221585_514140112272233_7939861974050155002_n

O diretor-superintendente do CONSAÚDE José Antonio Antosczezem e o diretor-técnico do HRLB/CONSAÚDE Dr. Márcio Bazzo estiveram nesta semana concedendo entrevista à emissora de rádio Amiga FM (87,9 FM), de Registro. Eles explicaram o trabalho do Consórcio frente ao Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua, de Pariquera-Açu, bem como enfatizaram a importância da união dos prefeitos e de toda a equipe.

O diretor-superintendente explicou inicialmente como funciona o contrato entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES-SP) e o CONSAÚDE. “O HRLB é uma referência e maior unidade de saúde do Vale do Ribeira. Temos um convênio de parceria com a SES-SP. Todo o atendimento é SUS e o trabalho é fiscalizado pela Secretaria, quantitativamente e qualitativamente. Temos ainda o importante apoio do Presidente do Consórcio, o prefeito de Registro Gilson Fantin, a quem quero agradecer pela dedicação ao nosso trabalho”, disse.

A entrevista foi conduzida pelo locutor Nelsinho, que questionou sobre o funcionamento do HRLB/CONSAÚDE e as especialidades atendidas. “São 23 especialidades médicas. Atendemos toda a população do Vale do Ribeira, cerca de 300 mil habitantes, mais aproximadamente 200 mil pessoas que trafegam pela BR 116, rodovia que liga os Estados de São Paulo e Paraná. Temos atendimento mensal de 4.700 consultas no Pronto-Socorro, 1.000 internações por mês, 410 cirurgias/mês e 198 partos/mês. Somos referência de gestação de alto risco. O Hospital atende média e alta complexidades, sendo uma referência em saúde em todo o Vale do Ribeira”, afirmou Dr. Márcio Bazzo.

O locutor perguntou sobre o setor de oncologia do HRLB/CONSAÚDE, que conta com assistência multidisciplinar e é um serviço que registra aumento ano após ano. Dr. Márcio aproveitou para lembrar os ouvintes acerca do Outubro Rosa. “É Outubro Rosa, mês que alerta as mulheres sobre a prevenção do câncer de mama. O serviço de oncologia do Hospital atende em média 450 sessões de quimioterapia/mês, excedendo o número contratado, de 400. Fazemos 32 cirurgias/mês. É um setor que damos muita atenção, com o apoio da Secretaria, dos prefeitos e da DRS. A oncologia é um destaque, pois cumprimos todas as metas respeitando a Rede Hebe Camargo que preconiza que todos os pacientes devem ser atendidos em até 60 dias após seu diagnóstico. Importante ressaltar que o setor foi, neste ano, recredenciado com o Unacon (Unidades de Assistência de Alta Complexidade), do Ministério da Saúde, para o qual tivemos que cumprir vários requisitos”, explicou Dr. Márcio.

O atendimento tem sido uma crescente em todas as áreas. “Somos um hospital portas abertas e cumprimos todas as metas pactuadas em contrato com a Secretaria de Estado da Saúde, respeitando as avaliações quantitativas e qualitativas que são feitas mensalmente”, falou Antosczezem. Sobre possíveis problemas gerados com a crise brasileira, o superintendente reforçou a importância do trabalho. ‘Temos que ter ações transformadoras, entre elas a adequação e organização buscando resultados, corrigindo e equacionando problemas para encontrar soluções. Mais importante, buscamos reorganizar nossas atividades de uma forma geral para que tenhamos a aplicação de recursos voltada, principalmente, ao paciente”, disse.

Sobre a Maternidade, uma referência em saúde e gestação de alto risco, o diretor técnico aproveitou para destacar a humanização. “Temos o suporte de uma UTI Neonatal e de uma unidade intermediária, que é a mãe canguru. Somos referência para todas as gestações de alto risco no Vale. Fizemos 1.200 partos no primeiro semestre de 2017, um movimento grande. É uma unidade que conta com trabalho médico tradicional e uma equipe multidisciplinar, que vê tanto a mãe quanto a criança de uma maneira global. Temos um importante trabalho de humanização, com projetos que visam reduzir o tempo de internação como o polvo de crochê, implantado na UTI Neonatal e que trouxe resultados muito positivos”, disse Dr. Márcio.

O locutor Nelsinho também elogiou o trabalho desenvolvido no HRLB. “A área da saúde é muito frágil. Eu fico triste quando vejo algum tipo de ataque ao trabalho do CONSAÚDE. É porque não tem ideia de quantas pessoas passam por ali. Lembro de quando o apresentador Ratinho (SBT) acidentou-se na BR 116. Na época, ele elogiou muito o atendimento recebido no Hospital Regional”, afirmou.

Dr. Márcio Bazzo destacou o trabalho da ouvidoria do HRLB/CONSAÚDE. “Temos a demonstração constante de pacientes, daqui e de fora, de que o trabalho está sendo bem feito. Recebemos muitos elogios, e é um ponto bastante positivo que revela o tratamento humanizado que o Hospital presta. A gente agradece a oportunidade de falar que o Consórcio é de toda a população. Por isso é tão importante falarmos sobre os atendimentos que realizamos e é muito bom o retorno da população sobre este trabalho, para que possamos melhorá-lo e assim atender todas as necessidades dos pacientes. Nossa ouvidoria está à disposição para críticas e elogios, a fim de solucionarmos as demandas”, afirmou o diretor técnico do HRLB.

Estatísticas positivas vem sendo mantidas pelo CONSAÚDE graças a um trabalho de equipe. “A gente desenvolve um trabalho de equipe, começando pela Secretaria de Estado da Saúde, o deputado federal e Secretário de Estado da Casa Civil Samuel Moreira, o prefeito e presidente do Consórcio Gilson Fantin, os prefeitos, Câmaras Municipais, diretoria do Consórcio e todos os funcionários. É gestão, compromisso de manter as unidades funcionando bem, trabalhando com transparência e com a correta aplicação dos recursos públicos. É nossa obrigação manter as unidades administradas pelo CONSAÚDE em pleno funcionamento e de portas abertas para a população, oferecendo serviços de qualidade”, finalizou José Antonio Antosczezem.