Conselho Técnico do CONSAÚDE discute atendimentos em Cardiologia

Implantação de um Prontuário Regional, Referências e contra referências, e o alto grau de absenteísmo em ambulatório e exames foram considerados maiores dificuldades na especialidade

Dando continuidade aos trabalhos do Conselho Técnico Regional do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ribeira, os municípios, DRS XII Registro, Consórcio e Apamir realizaram encontro para discutir soluções para os atendimentos na especialidade de Cardiologia, dia 19 de junho, em Pariquera-Açu. Em seu último encontro, no dia 2 de maio, os responsáveis pela saúde regional pactuaram diversos caminhos para a organização nos atendimentos em Urologia.

A apresentação da especialidade foi ministrada pelo cardiologista Adaílton Carvalho de Resende e contou com a conceituação dos tipos de exames realizados e análise de alguns casos ligados à especialidade que enfrentam dificuldades na sua resolutividade.

Com uma equipe de 4 médicos cardiologistas, o Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua disponibliza 1.000 consultas/mês que atendem somente em nível ambulatorial e hospitalar. Na unidade os cardiologistas realizam exames como o Holther (60 exames/mês), Ecocardiograma (250 exames/mês), eletrocardiograma, entre outros. Além de avaliações de marca passo, cobertura 24hs dos pacientes, visitas diárias, avaliações e exames de urgência.

A cardiologia do HRLB/CONSAÚDE vem enfrentando uma média de 20% em pacientes faltosos (absenteísmo). Entre os meses de janeiro e maio de 2013, a especialidade contabilizou 769 pacientes que faltaram as consultas, sendo que a demanda reprimida é de aproximadamente 1.000 consultas . Já na questão dos exames, o teste ergométrico apresentou um total de 181 faltosos, ou seja, 22,7% em cinco meses. Números próximos também foram apresentados nos exames de ecocardiograma com 30% de faltas, e eletrocardiograma com 20% de faltosos.

Segundo a diretora superintendente do CONSAÚDE, Maria Cármen Amarante Botelho, o grande problema em muitas especialidades, não só na cardiologia, é o absenteísmo. Na oportunidade ela chamou atenção à necessidade de que os municípios tenham um agendador para confirmar as consultas ou exames com aproximadamente 4 dias de antecedência, o que facilitaria o controle das mesmas. Ela acrescenta: “Estamos preocupados em buscar uma melhor estrutura para os atendimentos nos municípios da região, sendo este um problema não somente na saúde, mas também estrutural.Dessa maneira, vemos uma das dificuldades em implantar um sistema regional de agendamento ou de referência. Devemos procurar fortalecer a rede básica evitando encaminhamentos desnecessários. É um momento importante deste Conselho já que estamos reorganizando a rede assistencial no Vale do Ribeira, onde DRS XII REGISTRO, CONSAÚDE e Apamir tem feito reuniões regulares no sentido de organizar atenção médica especializada.Outra questão importante que sugiro aos presentes é que discutam na reunião do Colegiado de Gestão Regional da DRS XII sobre o AME e Rede Lucy Montoro, além da Educação Continuada.”

Já de acordo com diretor técnico do HRLB/CONSAÚDE, Freddy Paredes, “a reunião sobre a especialidade de cardiologia foi positiva porque conseguimos transmitir a necessidade de utilizar de maneira adequada os recursos que o Hospital Regional dispõe para eles serem usados em beneficio da população de maneira adequada evitando desperdícios que prejudiquem o paciente.”

Conselho Técnico Regional realizou encontro, dia 19 de junho, em Pariquera-Açu/SP.

Conselho Técnico Regional realizou encontro, dia 19 de junho, em Pariquera-Açu/SP.

Soluções apontadas para a Cardiologia

Já o palestrante destacou a necessidade dos usuários virem ao hospital já munidos dos exames básicos, laboratoriais e de imagem, para agilizar a consulta. Para o profissional, a especialidade enfrenta dificuldades em muitos casos específicos: “Temos grandes dificuldades de contra referências (sem referência formal ou difíceis de encaminhar), implantação de marca passo definitivo, cateterismo, doenças congênitas e administração das altas junto aos municípios.”

Durante o encontro, os presentes lançaram a ideia de um Projeto piloto de prontuário regional para centralizar e organizar o atendimento de pacientes entre Unidades Básicas e Especialistas em unidades de referência, e que sirva de ligação entre os profissionais médicos. Os representantes dos municípios se comprometeram em levar a discussão do Prontuário Regional junto ao CGR.

Estiveram presentes na reunião do Conselho Técnico, o prefeito de Eldorado, Eduardo Fouquet, o diretor regional da Secretaria de Planejamento do Estado (ERPLAN), Noel Castelo, a enfermeira Claudineli Zaghi, o diretor do Departamento Regional de Saúde (DRS XII Registro), a diretora superintendente do CONSAÚDE, Maria Cármen Amarante Botelho, e demais diretores do Consórcio, assim como o Laboratório Regional e o diretora técnico do HRLB/CONSAÚDE Freddy Paredes. Pela Apamir estiveram presentes seu presidente José Jeremias e integrantes da Associação.

Entre os dirigentes municipais de saúde e profissionais do setor foram  representados os municípios de Barra do Turvo, Cananéia, Eldorado, Iporanga, Juquiá, Pariquera-Açu, Registro e Sete Barras. A próxima reunião do Conselho Técnico Dia 17 de julho, e o tema solicitado foi Obstetrícia.