Curso de Brigada de Incêndio no HRVR-Consaúde

Regional – Você já parou para pensar onde estão localizados os extintores de seu trabalho? Sabe manuseá-los? Você já pensou o que faria numa situação de emergência? Se a resposta for: sair correndo e gritar, você precisa saber mais sobre os primeiros procedimentos a serem adotados em situações emergenciais. Ou se você também nunca pensou nessa possibilidade, é bom lembrar que acidentes não acontecem apenas no portão do vizinho. E o preparo para enfrentá-los é – segundo os especialistas – vital na redução dos impactos, prejuízos e até mortes.
É por este motivo que o Comando do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo – atendendo a uma solicitação da Secretaria de Estado de Saúde – iniciou o Programa de Treinamento para Brigada de Incêndio junto aos funcionários de doze hospitais do interior paulista, entre eles, o HRVR-Consaúde.
Na terça-feira 13, o tenente Sérgio e o sargento Freitas, do Posto de Registro do Corpo de Bombeiros, reuniram-se com o diretor administrativo do Consaúde, Carlos Augusto da Silva, e a engenheira de segurança do Trabalho, Mariana de Oliveira Lima, para conhecer a estrutura física e o funcionamento do HRVR-Consaúde. O tenente Sérgio explicou que, a partir deste levantamento, o CB definirá uma data específica para realizar o Treinamento no Hospital.
Segundo ele, o número de funcionários que receberão Treinamento será definido a partir de planilhas representativas da categoria. O treinamento contará com noções básicas das ações iniciais em situações de emergência, o manuseio de equipamentos básicos de segurança, a prevenção de acidentes e os primeiros socorros.
O tenente Sérgio afirmou que a adoção dos procedimentos corretos em situações de emergência é de fundamental importância para evitar danos maiores e até tragédias. “A capacitação dos funcionários dos hospitais para ações em caso de perigo é muito importantes para minimizarmos os impactos do incêndio“, explicou. A superintendente do Consaúde, Maria Cármen Amarante Botelho, elogiou a iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde e do Corpo de Bombeiros “Temos muitos equipamentos de fácil combustão e situações de risco que necessitam de capacitação especial dos funcionários para tornar o ambiente do hospital ainda mais seguro”, observou.