David Uip toma posse como Secretário de Estado da Saúde de SP

Fonte:  Assessoria de Imprensa da SES em 05/09/2013 

Em discurso no Palácio dos Bandeirantes nesta manhã, infectologista ressaltou as conquistas da pasta nos últimos 15 anos e defendeu inovação

O infectologista David Uip, 61 anos, tomou posse oficialmente na manhã desta quinta-feira, 5 de setembro, no Palácio dos Bandeirantes, como secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

Em discurso para os convidados, o novo secretário defendeu as conquistas da pasta nos últimos anos, como a implantação de 32 novos hospitais estaduais e dos 50 AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), custeados com recursos do tesouro estadual.

Ele também destacou a recuperação da Furp (Fundação para o Remédio Popular), que se transformou em um dos maiores laboratórios públicos da América Latina, com fornecimento de remédios para o SUS (Sistema Único de Saúde) de todo o Brasil e mais de 1,5 bilhão de unidades farmacêuticas produzidas anualmente.

David Uip lembrou que a cada 30 minutos, em média, um paciente de outro estado é atendido em hospitais públicos paulistas, em razão da excelência e da qualidade dos serviços. E afirmou que o modelo de Organizações Sociais de Saúde (OSS) para a gestão de hospitais públicos, implantado de forma pioneira em São Paulo, foi replicado em dezenas de municípios brasileiros.

O secretário disse, no entanto, que se muito foi feito, há ainda muito por fazer. “São inúmeros os problemas a serem enfrentados em uma rede gigantesca como o SUS de São Paulo, que diariamente realiza dois milhões e seiscentos mil procedimentos, entre consultas, exames, cirurgias, internações, coletas, curativos, suturas e distribuições de medicamentos”, observou.

Segundo David Uip, São Paulo está em dia com a Constituição e investe em saúde até mais do que o exigido pela Emenda 29/2000. “Infelizmente não vemos esta mesma disposição por parte do governo federal, que vetou a aplicação de 10% do PIB na área da saúde, deixa de enviar anualmente R$ 1 bilhão para o SUS de São Paulo e mantém a tabela de pagamentos do Ministério da Saúde congelada há anos, aniquilando as santas casas e hospitais filantrópicos, que, quanto mais atendem aos pacientes do SUS, mais se endividam”.

O secretário disse que, para continuar dando o exemplo para o país, São Paulo deve ser protagonista de iniciativas pautadas principalmente pela gestão, inovação, comunicação e também pelo embate construtivo que mobilize todas as instâncias representativas do SUS em torno de melhorias para os cidadãos. Ele destacou nunca ter acreditado em soluções fáceis, circunstanciais e marqueteiras para a saúde pública que buscará, por meio de muito trabalho, melhorias reais e definitivas para a saúde de São Paulo.

David Uip anunciou a ampliação da atenção aos dependentes de álcool e drogas no Estado, em um modelo semelhante às redes Lucy Montoro, de reabilitação de pessoas com deficiência, e Hebe Camargo, de combate ao câncer.

“Aceleraremos as obras em andamento e iniciaremos, rapidamente, as já previstas e orçadas. Ao todo serão 10 novos hospitais estaduais, na capital paulista, Jundiaí, Vale do Paraíba, Litoral Norte, Botucatu, Sorocaba, Porto Primavera e Suzano”, disse o secretário.

Ele também anunciou a criação do Conselho Superior de Gestão em Saúde do Estado de São Paulo, que será presidido pelo Professor Adib Jatene, e de um Comitê Multidisciplinar envolvendo treze áreas da saúde. Disse, ainda, que estabelecerá uma rotina de visitas multiprofissionais agendadas aos hospitais e unidades de saúde da rede estadual, visando à resolução de problemas.

Perfil

O novo secretário de Estado da Saúde de São Paulo, David Everson Uip, é graduado em Medicina pela Fundação Universitária do ABC, com mestrado e doutorado em Doenças Infecciosas e Parasitárias pela Universidade de São Paulo. É também professor livre-docente pela Faculdade de Medicina da USP e professor titular da Faculdade de Medicina do ABC.

Uip foi diretor-executivo do Instituto do Coração (InCor) do HC-FMUSP de 2003 a 2008 e diretor-presidente da Fundação Zerbini entre 2007 e 2008.

Também dirigiu por dez anos a Casa da Aids, na capital paulista, e desde 2002 coordena projetos de prevenção à transmissão vertical do HIV e de biossegurança nos hospitais nacionais de Angola, na África, onde ajuda a qualificar médicos e profissionais locais para prestar assistência aos doentes, por meio de treinamentos e intercâmbios.

Em fevereiro de 2009, David Uip assumiu o comando do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, maior centro de referência nacional em doenças infectocontagiosas, com 133 anos de existência. Lá, firmou convênio com a Fundação Faculdade de Medicina, entidade de apoio à assistência, ensino e pesquisa que auxilia o Hospital das Clínicas da FMUSP, visando agilizar reposição de recursos humanos e modernizar a gestão do hospital, mas manteve a unidade sob administração direta da Secretaria de Estado da Saúde.

Sob sua direção, o Emílio Ribas ganhou um novo e moderno ambulatório que ampliou em quase 70% a capacidade para consultas médicas eletivas, e uma “filial” do instituto foi inaugurada no primeiro semestre de 2013 no município do Guarujá, com 51 leitos, para dar retaguarda aos pacientes com doenças infecciosas e parasitárias dos nove municípios da Baixada Santista.

David Uip obteve, ainda, aprovação do governo do Estado para investir R$ 100 milhões no projeto da maior reforma e modernização do Emílio Ribas, que começará no final deste ano. A instituição ampliará em 45% o número de leitos e irá dobrar o total de vagas de terapia intensiva.

O novo secretário substitui o médico radiologista Giovanni Guido Cerri, que, após pedir demissão do cargo, retoma suas atividades como diretor da Faculdade de Medicina da USP e presidente dos Conselhos do Hospital das Clínicas da FMUSP e do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp).

A superintendente do CONSAÚDE,  o prefeito Gilson Fantin (Registro/SP), e o diretor técnico do HRLB,  Fredy Paredes, estiveram presentes na posse.

A superintendente do CONSAÚDE, o prefeito Gilson Fantin (Registro/SP), e o diretor técnico do HRLB, Fredy Paredes (dir.), e o  vereador de Registro/SP, Osvaldo da OP (esq.), com o Secretário David Uip.