Encontro aborda Segurança do Paciente

Com o tema “Abril pela Segurança do Paciente”, o Núcleo de Segurança do Paciente do HRLB/CONSAÚDE e o REBRAENSP Núcleo Vale do Ribeira, realizarão o II Encontro no dia 24 de abril (terça-feira), abordando temas atuais no sentido de oferecer uma assistência segura. O evento acontecerá no auditório do CONSAÚDE, em Pariquera-Açu e terá entrada gratuita.

O evento terá início às 8h, com inscrição e entrega do material. Às 9h haverá palestra com o tema “Protocolo de comunicação segura”, com a Profa. Dra. Elaine Cristina Sanches Maziero, coordenadora do Núcleo de Ensino e Pesquisa do Hospital Waldemar Monastier, de Campo Largo/PR e coordenadora do Polo Paraná do REBRAENSP. Às 10h, será a vez da oficina “Resolvendo problemas de comunicação”, com a Profa. Dra. Liliane Bauer Feldman, doutora em Ciências pela Unifesp e coordenadora do GT Segurança do Paciente no COREN-SP.

A coordenação geral do evento é da enfermeira Jenny Arcentales Herrera, coordenadora do NSP/HRLB. Com o ciclo de palestras, os profissionais apresentarão procedimentos e protocolos que visam reduzir os riscos e diminuir os eventos adversos no cuidado dos pacientes, ampliando a comunicação segura entre os profissionais.

São esperados no encontro funcionários e diretores do CONSAÚDE, bem como profissionais da região interessados em novos conhecimentos. O evento promete ser um momento de integração entre os profissionais e um espaço para troca de ideias e experiências.

 

Sobre o NSP

O Núcleo de Segurança do Paciente – NSP, segundo a RDC nº 36/2013 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), é “a instância do serviço de saúde criada para promover e apoiar a implementação de ações voltadas à segurança do paciente”, consistindo em um componente extremamente importante na busca pela qualidade das atividades desenvolvidas nos serviços de saúde. A portaria que instituiu o Programa Nacional de Segurança do Paciente foi criada em 1º de abril de 2013.

A função do NSP é integrar as diferentes instâncias que trabalham com riscos dentro da instituição, considerando o paciente como sujeito e objeto final do cuidado à saúde, isto é, mantendo o paciente seguro independente do processo de cuidado ao qual ele está submetido.

O cuidado com a segurança do paciente é preocupação de nível mundial. Com isto a Organização Mundial da Saúde (OMS) estimula em seus países membros a criação de estratégias para aumentar a segurança dos pacientes nas instituições.

Para falar com o NSP do HRLB, o e-mail é nsp@consaude.org.br.