Ministério da Saúde pretende investir até R$ 4,3 milhões no HRLB/CONSAÚDE

Integrantes da Rede de Urgência e Emergência (RUE) do ministério aprovaram trabalho realizado na unidade por parte do Consórcio e compactuaram novos investimentos no Hospital Regional

Com o objetivo de avaliar a estrutura e os serviços prestados junto à porta de entrada da unidade (Pronto Atendimento e Pronto Socorro, e Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua (HRLB), integrantes do Grupo Condutor da Rede de Atenção às Urgências e Emergências do Ministério da Saúde realizaram visita à unidade, dia 25 de julho, em Pariquera-Açu/SP.

Esta é a primeira agenda realizada pelo Grupo no HRLB, que pretende realizá-las anualmente. Além das instalações aprovadas pelos representantes do Ministério, outros setores da unidade também foram visitados.

 

Grupo do Ministério da Saúde visitou diversas instalações do HRLB/CONSAÚDE.

Grupo do Ministério da Saúde visitou diversas instalações do HRLB/CONSAÚDE.

“Viemos especificamente para ver o pronto atendimento e o pronto socorro, (…) mas observamos o hospital como um todo e confirmamos que tem protocolos bem definidos, uma estrutura física bem adaptada para uma unidade construída na década de 50 e uma equipe horizontalizada, é o que estamos procurando. No geral nossa visita foi muito satisfatória.” Quem afirma é Danilo Carvalho, apoiador da Rede de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde, que esteve à frente do Grupo na avaliação à unidade.

Os representantes do Ministério da Saúde (MS) e dos Departamentos Regionais de Saúde (DRS XII Registro e DRS IV Santos), através de Claudinely Zagui e Maragaret Corrêa de Santana foram acompanhados por Maria Cármen Amarante Botelho, diretora superintendente do Consórcio e demais integrantes da diretoria do CONSAÚDE e do diretor técnico do HRLB, Freddy Paredes. De acordo com os integrantes do Grupo Condutor a reforma do PA e PS, ou seja, sua segmentação para melhor atender aos usuários do SUS é exemplo para toda a rede avaliada pela RUE.

Para aqueles que não conhecem, ‘a organização da RUE tem por finalidade articular e integrar todos os equipamentos de saúde objetivando ampliar e qualificar o acesso humanizado e integral aos usuários em situação de urgência/emergência nos serviços de saúde de forma ágil e oportuna’ – fonte Ministério da Saúde.

Segundo o próprio representante do MS está destinado um investimento para a porta de entrada (PA e PS) na ordem de R$ 3 milhões. O projeto propõe a ampliação para 13 novos leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 10 adultos e 3 pediátricos, sendo que cada um receberá R$ 100 mil para a efetivação dos serviços, ou seja, um investimento adicional de R$ 1,3 milhão através da RUE, na expectativa de qualificar e promover um trabalho eficiente ao paciente do Vale do Ribeira. Os recursos serão pleiteados através de convênio com o Ministério da Saúde, na perspectiva de ampliar o mais breve possível os investimentos no HRLB.

 

R$ 4,3 milhões em investimentos são planejados para o Hospital Regional, em Pariquera-Açu/SP.

R$ 4,3 milhões em investimentos são planejados para o Hospital Regional, em Pariquera-Açu/SP.