Novo secretário de saúde defende parcerias, reorganização do SUS e combate ao álcool

Giovanni Guido Cerri, da Saúde, tomou posse oficialmente nesta terça em evento na sede da Secretaria de Estado da Saúde

Com a proposta de formalizar parcerias, regionalizar ainda mais a saúde e combater as drogas, principalmente o consumo de álcool pelos jovens, o novo secretário de Estado da Saúde de São Paulo, professor Giovanni Guido Cerri, tomou posse oficialmente no cargo nesta terça-feira, 4 de janeiro, em substituição ao médico Nilson Ferraz Paschoa, seu antecessor.

Segundo o novo secretário, novas parcerias serão prioridade em sua gestão. Uma delas será com a Secretaria de Estado da Educação, que visa atingir os jovens e combater o consumo de álcool, além de outras campanhas preventivas, como o combate à dengue.

“Pretendemos fazer um cruzada contra as drogas, principalmente com o álcool, que é vetor de doenças e violência de várias naturezas, principalmente entre os jovens. Por isso é importante estarmos na escola, atuantes, fortalecendo a educação e a promoção de saúde”, afirmou Guido Cerri.

O novo secretário pretende ainda estreitar a relação com as secretarias municipais de Saúde e o Ministério da Saúde para que a saúde pública seja distribuída regionalmente de maneira uniforme. A organização física e a informatização, segundo Guido Cerri, vão fazer com que os equipamentos de saúde deixados pelas gestões anteriores passada sejam usados de maneira plena.

Guido Cerri pretende reorganizar a referência e a contrarreferência no Sistema Único de Saúde (SUS), com fluxos bem definidos entre os serviços, para que haja racionalidade no atendimento aos pacientes, evitando que casos simples sejam atendidos em hospitais especializados.

O secretário também ressaltou a importância da humanização do atendimento nos hospitais e ambulatórios estaduais, como forma de melhor acolher e orientar os cidadãos e seus familiares.

Giovanni Guido Cerri discursou por cerca de 30 minutos na manhã desta terça, no auditório da Secretaria, em São Paulo, para cerca de 400 convidados. Em suas palavras, reafirmou o discurso do governador Geraldo Alckmin de priorizar, também na saúde, as pessoas com menos acessos aos equipamentos públicos.

“A saúde é apartidária e assim seremos na nossa gestão. Com austeridade e precisão cirúrgica de gestão, vamos conseguir”, disse o novo secretário, que classificou sua gestão como “de continuidade”.

Perfil

O novo secretário de Estado da Saúde de São Paulo, Giovanni Guido Cerri, é médico radiologista e professor titular da Faculdade de Medicina da USP. Nasceu em Milão, na Itália, em 9 de outubro de 1953. Criado na capital paulista, formou-se médico pela FMUSP em 1976.

Na Faculdade de Medicina da USP iniciou seu trabalho como professor em 1979. Fez doutorado e livre-docência, e tornou-se professor titular em 1996. Foi diretor clínico do Hospital das Clínicas da FMUSP de 1999 a 2002 e dirigiu a Faculdade de Medicina da USP entre 2002 e 2006. Entre 2008 e 2010 dirigiu o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo “Octavio Frias de Oliveira” e presidiu os conselhos diretores do Icesp e do Instituto de Radiologia (InRad/HCFMUSP).

O secretário também é membro do Conselho de Administração do Hospital Sírio Libanês, do Conselho Consultivo das Fundações Faculdade de Medicina e Zerbini, e do Conselho Fiscal da Associação Médica Brasileira (ABM). Até 2009 presidiu a World Federation in Ultrasound in Medicine and Biology.

Giovanni Cerri é autor de mais de 200 trabalhos publicados em revistas científicas nacionais e estrangeiras. Escreveu mais de 50 artigos veiculados em meios de comunicação, tem 22 livros publicados e mais de 30 prêmios conquistados, incluindo o Prêmio LAFI de Ciências Médicas (1984). Em 2010 ganhou o Prêmio Jabuti de Literatura na área de Ciências.

Assumiu a Secretaria de Estado da Saúde a convite do governador Geraldo Alckmin. Como secretário, tem como prioridades humanizar o atendimento nos serviços estaduais de saúde, aperfeiçoar os mecanismos de referência e contrarreferência do SUS (Sistema Único de Saúde), promovendo a integração entre os diversos serviços, e criar políticas de educação e prevenção ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas no Estado.

Secretaria de Estado da Saúde
Assessoria de Imprensa
11) 3066-8707 / 8708 / 8709 / 8711 / 8712 / 8253