O estresse: é necessário?

O estresse é um termo usado para definir um conjunto de reações biológicas, que prepara o ser humano, assim como a outros animais, para a fuga ou para a luta. Diante de uma catástrofe da natureza ou de uma ameaça à vida somos capazes de reagir com velocidade e força que não imaginávamos possuir. Nessas circunstâncias nosso corpo está totalmente preparado para a ação, é possível extrair todo seu potencial. Podemos então concluir que em tais circunstâncias o estresse é muito mais que útil ele é necessário. Mas, o que acontece no dia a dia? Por que o estresse adoece a tantos e traz tanto transtorno para nossa vida? Se em situações de risco para a vida ele nós é necessário, no dia a dia ele tem efeito contrário, pois traz prejuízos. E a grande questão que se coloca é: por quê? Por que agimos estressadamente no trânsito, no trabalho e em nossas relações pessoais? Nossa vida está em risco quando uma pessoa demora para arrancar seu carro após um sinal verde? Estamos em risco quando alguém discorda de nossa opinião? Ou, quando no trabalho alguma rotina ou horário é mudado, também nos estressa? Qual é a terrível ameaça que enxergamos em tais situações que nos leva, ou leva nosso corpo a disparar o “mecanismo do estresse”? Ao que parece, o que está ameaçado é um ideal que é sustentado por pilares que erguemos, criamos ou adotamos e supomos ser indispensáveis para nossa imagem. Será que sem eles não conseguiríamos ter a certeza de sermos o que supomos será? Será que é assim que tem que ser? Será que tais situações são realmente “ameaças à nossa vida”? Se você também acha que não, então é hora de mudar de conceito e repensar seus valores sozinho ou com a ajuda de um profissional, o que melhor lhe convir.

Serviço de Psicologia – H.R.V.R.
Psic. Ramon Soares da Silva
Psic. Rodrigo Otávio Gomes Nicz

Rodrigo Nicz