Pacientes do CAR recebem abraços durante atividade do Setembro Amarelo

22007855_511955219157389_3806248518391358338_n

Pacientes do CAR (Complexo Ambulatorial Regional), em Registro, administrado pelo CONSAÚDE, foram recepcionados com muitos abraços nesta terça-feira (26). A voluntária de Juquiá Marcia Mendes e a equipe do Complexo realizaram uma atividade de conscientização sobre o Setembro Amarelo.

O CAR é uma referência no atendimento psiquiátrico ambulatorial em todo o Vale do Ribeira. Para conscientizar sobre o mês da Campanha de Prevenção ao Suicídio e Valorização da Vida, a educadora de Juquiá Marcia Mendes, foi até Registro animar funcionários e pacientes do Complexo. Com uma placa em mãos e os dizeres “Abraço Grátis”, Marcia emocionou a todos.

Contando com o apoio da equipe do CAR, a ação teve atividades de interação entre os pacientes. O assunto repercutiu nas redes sociais. Para a funcionária do CONSAÚDE Josiele Maneira, “foi muito gratificante e acolhedor. Nós, enquanto equipe, nos sentimos satisfeitos em poder contribuir e ajudar no tratamento. Cada vida que valorizamos é uma vitória”, escreveu. Já para Marcia Mendes, voluntária em várias ações sociais de humanização, o ato foi de levar amor a quem necessita. “Espalhando amor! Foi maravilhoso estar com vocês no CAR”, relatou a voluntária.

Setembro Amarelo

Iniciado no Brasil pelo CVV (Centro de Valorização da Vida)CFM (Conselho Federal de Medicina)ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria), o Setembro Amarelo realizou as primeiras atividades em 2015 concentradas em Brasília. Mundialmente, o IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio estimula a divulgação da causa, vinculado ao dia 10 do mesmo mês no qual se comemora o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

CVV – Centro de Valorização da Vida (uma das principais mobilizadoras do Setembro Amarelo) é uma entidade sem fins lucrativos que atua gratuitamente na prevenção do suicídio desde 1962, membro fundador do Befrienders Worldwide e ativo junto ao IASP – Associação Internacional para Prevenção do Suicídio), da Abeps (Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio) e de outros órgãos internacionais que atuam pela causa.

O suicídio é um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas é o suicídio. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas.

A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta.