Palestras orientam profissionais da saúde sobre H1N1 no HRLB

11140022

O auditório do CONSAÚDE, nas imediações do prédio do Hospital Dr. Leopoldo Bevilacqua, em Pariquera-Açu, foi palco de um encontro entre médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde do Vale do Ribeira. Na ocasião, eles participaram de duas palestras de orientação sobre H1N1. O evento teve o objetivo de apresentar números das gripes H1N1 e H3N2 em 2015 e 2016, os cuidados necessários entre os profissionais que atuam na área da saúde até informações importantes para o tratamento dos pacientes.

De acordo com a diretora técnica do HRLB, Margareth de Matos Cardoso, “o evento foi organizado após conversa com a DRS (Diretoria Regional de Saúde), tendo em vista o número de casos de H1N1, que vem aumentando, e também para uniformizar a conduta dos médicos e profissionais de saúde da região. A intenção é melhorar a conduta, fazer um diagnóstico mais rápido e evitar que o quadro dos pacientes se agrave”, afirmou.

Durante palestra, o enfermeiro Renan Augusto de Ramos, do Núcleo Hospitalar de Epidemiologia do HRLB, falou sobre os impactos da influenza no mundo. Ele fez a apresentação dos números de casos confirmados de influenza segundo tipo e subtipo até abril de 2016 no Brasil. O enfermeiro apresentou dados sobre a doença, demonstrando a prevalência da gripe H3N2 em 2015 e do H1N1 em 2016 e falando sobre a importância da vacinação para os grupos de risco (grávidas, puérperas, pessoas com mais de 60 anos, crianças de seis meses a até cinco anos, profissionais de saúde, indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas ou que comprometam a imunidade). Neste ano, acontecerá a 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, de 30 de abril a 20 de maio. A vacina é altamente eficaz contra H1N1, H3N2 e Influenza B (é a chamada trivalente), gratuita e estará disponível nas unidades básicas de saúde neste período.

No HRLB, em 2015, foi apenas um caso confirmado de H3N2 no HRLB. Já em 2016, o Hospital registrou um caso de H1N1 evoluindo para óbito e mais de 30 casos ainda não confirmados.

O médico infectologista do HRLB Dr. Arnaldo Zardo falou sobre os tipos de influenza A, B e C, mais exclusivamente sobre as gripes H1N1 e H3N2. O infectologista explicou os aspectos clínicos das gripes, sintomas e complicações  possíveis. De acordo com o médico, “a evolução da influenza geralmente tem resolução espontânea em sete dias. A tosse, o mal-estar e a fadiga podem permanecer por algumas semanas, indicando o período de convalescença do paciente”, afirmou, lembrando a importância da vacina para evitar os tipos mais graves da Influenza.

O infectologista abordou ainda o tratamento da influenza. O medicamento Tamiflu (fosfato de oseltamivir) é indicado, mas o médico falou sobre a importância do uso de alguns antibióticos com a piora do estado clínico do paciente, as precauções a serem tomadas no cuidado com o paciente e a necessidade de isolamento. Dr. Arnaldo deu dicas importantes para os participantes estarem preparados para a gripe H1N1, que preocupa autoridades devido ao surto na capital paulista. Com a disseminação das informações, a expectativa é que o Vale do Ribeira esteja pronto para a prevenção e tratamento da Influenza.