SCIH comemora Dia do Infectologista e ressalta o trabalho realizado no HRLB/CONSAÚDE

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) instituiu o dia 11 de abril como a data de comemoração do Dia do Médico Infectologista. A data foi escolhida por ser o dia de nascimento de Emílio Ribas, renomado e ilustre médico atuante no campo das doenças infecciosas e pioneiro no estudo e cura de infectologias no país.

O infectologista é o médico responsável por pesquisar, diagnosticar, tratar e acompanhar doenças infecciosas e parasitárias. Essas doenças têm como origem os vírus, bactérias, fungos e protozoários. O Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua (HRLB), administrado pelo CONSAÚDE, possui um setor especialmente dedicado à infectologia, o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar – SCIH. É composto pela Enfermeira Ivana Souza, o AE Junior Muniz, o Oficial Administrativo Robson Régio e o médico infectologista Dr. Arnaldo Zardo, responsáveis por campanhas e cuidados específicos neste setor do Hospital.

O CAR (Complexo Ambulatorial Regional), localizado em Registro e também administrado pelo CONSAÚDE, oferece o serviço de infectologia, tratando de portadores de doenças infectocontagiosas, que têm acompanhamento médico especializado.

O diretor superintendente do CONSAÚDE, José Antonio Antosczezem, lembra a importância do trabalho em conjunto dos profissionais do Consórcio. “Todo dia é dia de comemorar o trabalho dos funcionários do CONSAÚDE, que realizam um trabalho humanizado e muito focado em promover a saúde no Vale do Ribeira. Todos nossos profissionais, de todos os setores e unidades que o Consórcio administra, têm um papel importante para cada paciente que busca nossos serviços”, ressaltou Antosczezem.

Trabalho

O médico infectologista tem um papel muito importante na medicina, pois trabalha com doenças que podem afetar milhares e milhões de pessoas, desenvolvendo tratamentos para casos em que os mais afetados acabam sendo os mais carentes, que sofrem com diversos tipos de doenças infectocontagiosas, além de prevenir reações em cadeia que poderiam gerar epidemias e pandemias. O profissional dessa área pode atuar em até 4 áreas clínicas principais, são elas:

Diagnóstico e tratamento de doenças infecciosas e parasitárias: onde o mesmo tem como responsabilidade identificar pacientes com determinada doença infecciosa e propor o tratamento adequado para a mesma.

Imunizações: neste ramo o infectologista desenvolve vacinas ou remédios de imunização contra doenças infecciosas.

Aconselhamento sobre uso de antibióticos: sendo responsável por determinar qual o tipo de antibiótico deve ser utilizado para cada doença/bactéria, evitando que determinada bactéria se torne mais forte no organismo.

Controle de Infecção Hospitalar: neste caso o profissional atua para controlar possíveis infecções ocorridas em hospitais para evitar que doenças se espalhem e possam atingir outros pacientes.