Secretaria da Saúde libera R$ 800 mil para hospitais gerenciados pelo CONSAÚDE

Recursos foram liberados com articulação do deputado estadual Samuel Moreira, presidente da Assembléia Legislativa de São Paulo. As unidades beneficiadas são o Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua, em Pariquera-Açu (R$ 500 mil), e o Hospital Regional de Itanhaém (R$ 300 mil)

A Secretaria de Estado da Saúde liberou R$ 800 mil para a compra de equipamentos hospitalares para o Hospital Regional de Itanhaém, no Litoral Sul, e o Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua, em Pariquera-Açu. Os recursos foram garantidos graças ao empenho do deputado Samuel Moreira, presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, que atuou junto ao governo estadual para garantir o atendimento às solicitações do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ribeira, responsável pelo gerenciamento das duas unidades.

Com parte dos R$ 500 mil destinados ao Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua, o CONSAÚDE comprará equipamentos para o setor de neonatal, como incubadoras aquecidas, Raio-X portátil, berços aquecidos, incubadoras de transporte, entre outros. Além de adquirir um novo gerador, para garantir a manutenção dos serviços, em situações de falta de energia. 

Já no Hospital Regional de Itanhaém, o CONSAÚDE aplicará os R$ 300 mil em equipamentos: foco cirúrgico, berços para o setor de neonatal, cardioversor, cadeiras de roda entre outros itens. É importante ressaltar que, recentemente, foram iniciadas as obras de ampliação e reforma da unidade, com investimentos de mais de R$ 60 milhões por parte do Estado, o que resultará num aumento de 155% em sua capacidade de atendimento.

“Os novos investimentos são importantes, porque possibilitam aperfeiçoar o atendimento e ampliar os serviços oferecidos à população. Esse tem sido o objetivo do nosso trabalho e do esforço realizado em conjunto com o CONSAÚDE e todos os órgãos e entidades envolvidas com a área da saúde no Vale do Ribeira e microrregião do Litoral Sul”, afirma o deputado estadual Samuel Moreira, que tem atuado junto ao governo do Estado, e em parceria com lideranças do Vale e Litoral, para garantir investimentos nas regiões.

O empenho do deputado, que desde março preside a Assembleia Legislativa de São Paulo, garantiu a autorização do governo para a construção de um Hospital em Registro. Por intermédio de Samuel Moreira, Registro obteve R$ 300 mil para compra de ultrassom e Raio-X, para a UBS do Centro, e de cerca de R$ 1 milhão para aquisição de aparelhos, materiais e custeio da UPA, ambas em Registro, também. Além disso, duas unidades do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) e novas Unidades Básicas de Saúde (UBS) serão instaladas em municípios da região.

Segundo a diretora superintendente do CONSAÚDE, Maria Cármen Amarante Botelho, “as necessidades da saúde são muitas, e todas as entidades responsáveis pelo setor no Vale do Ribeira, Litoral Sul e o parlamentar estão engajados em melhorar o atendimento. O Consórcio possui muitas necessidades, mas neste momento os recursos vão ser utilizados para contemplar estas demandas.”

Vale lembrar, ainda, que o deputado Samuel Moreira foi o principal articulador pelo processo de estadualização e regionalização do Hospital de Itanhaém, que estava em situação precária, sob administração municipal. Hoje, gerenciada pelo Consaúde e com o apoio do parlamentar, a unidade recebe investimentos em ampliação e reforma.

Em Pariquera-Açu, obras do AME e do centro de reabilitação seguem em ritmo acelerado

Pisos, esquadrias (portas e janelas), pavimentação da área externa, construção da rampa de acesso e acabamentos. As obras de construção do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e da unidade da Rede de Reabilitação Lucy Montoro, em Pariquera-Açu/SP, estão na fase final e devem estar concluídas em outubro.

O AME e a Rede Lucy, referência em reabilitação no estado, vão oferecer serviços de excelência em saúde aos moradores do Vale do Ribeira. No caso do ambulatório, haverá atendimento em 27 especialidades médicas, 20 tipos de exames clínicos e laboratoriais para atender à população da região.

Já a unidade da Rede Lucy Montoro vai oferecer atendimento e tratamento para pessoas portadoras de algum tipo de deficiência ou pacientes com sequelas graves como, por exemplo, as vítimas de acidentes automobilísticos.

Esta nova programação leva em consideração ao último Termo Aditivo (TA) assinado no dia 26 de abril, divulgado anteriormente ao público. O documento garantiu um aporte de aproximadamente R$ 1,5 milhão para a conclusão das obras do das duas unidades na região que era de cinco (5) meses a partir de abril.

 

Obras do AME e Rede Lucy Montoro devem ser finalizadas em outubro deste ano.

Obras do AME e Rede Lucy Montoro devem ser finalizadas em outubro deste ano.