Secretário da Saúde, Luiz R. Barradas, visitou HRVR e HSJ e anunciou estudos para modernização e ampliação de serviços

Regional – Após visitar diversos setores dos HRVR-Consaúde e do Hospital São João/Apamir/Consaúde, na terça 3, o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, anunciou estudos para atender as prioridades do HRVR nesse ano como a reforma da cabine primária de energia, a ampliação da UTI adulto e a destinação de leitos para a UTI infantil. O secretário também lançou dois novos desafios aos prefeitos da região e ao Consaúde: o gerenciamento e regionalização do Hospital Municipal de Apiaí e a padronização dos salários dos médicos e enfermeiros dos Programas de Saúde da Família (PSF).
Barradas chegou ao HRVR às 10H00 e logo iniciou a visita técnica aos diversos setores do Hospital. O secretário parou na UTI Neonatal para admirar as fotos dos bebês já tratados na Unidade regional: “Esse é o verdadeiro painel da fama. Crianças não deveriam ficar doentes, mas, se ficam, precisamos oferecer o melhor”. No Mural de Notícias, o secretário viu a notícia que o HRVR está classificado entre os 85 melhores hospitais do Estado de São Paulo: “Vocês estão de parabéns por esta classificação que é feita pelos próprios usuários”, elogiou.
O secretário afirmou que, no próximo ano, o HRVR completa seu 60º aniversário e como “um carro dos anos 60, tudo precisa ser feito ou refeito”. “Vamos priorizar as demandas e fazer por partes. Precisamos, por exemplo, ampliar e reequipar nossa UTI adulto porque o Hospital atende muitos traumas da estrada, e precisamos reservar dois ou três leitos para atender as crianças. Outro investimento prioritário é a modernização da cabine de força. Sem cabine de força, nada mais vai funcionar”, explicou.
Em sua opinião, a saúde pública regional oferecida pelo Vale chama a atenção. “A região tem o principal indicador de saúde, que é o índice de mortalidade infantil, menor que regiões mais avançadas. Isso é mérito do trabalho dos prefeitos da região e do Consaúde. É uma administração profissional, programada e com continuidade”. Barradas afirmou que são avanços importantes que devem prosseguir.

Saúde do Vale pode ser exemplo para o Estado e para o País

Após a visita técnica no HRVR, o secretário reuniu-se com lideranças regionais e os prefeitos do Vale e Alto Vale que o aguardavam no anfiteatro do HRVR. O secretário ouviu as principais demandas regionais do setor da saúde. O deputado estadual Samuel Moreira abordou a deficiência na atenção básica dos municípios da região com a intensa rotatividade de médicos do Programa de Saúde da Família (PSF). Samuel também destacou que, apesar dos avanços, o HRVR ainda precisa de mais investimentos.
O presidente do Consaúde, Décio Ventura, agradeceu a visita do secretário e abordou o prazer de poder mostrar de perto o investimento que a Secretaria vem fazendo na região e o respeito com que o Consaúdetem utilizado esses recursos em benefício da saúde pública. Ventura abordou a solicitação dos prefeitos do Alto Vale para que o Consaúde assuma o gerenciamento do Hospital Municipal de Apiaí, a exemplo do que fez com o Hospital Regional de Itanhaém e com o Hospital São João.
Após ouvir as reivindicações regionais, o secretário Barradas afirmou que a solução para terminar com o drama de fixação de médicos dos PSF passa por um consenso regional dos prefeitos e da direção doConsaúde em assumir a padronização salarial dos médicos e enfermeiros da atenção básica. “Nossa sugestão é que o Consórcio assuma a padronização salarial, a orientação e a supervisão técnica dos médicos e enfermeiros dos PSF, com auxílio do Governo do Estado. Os prefeitos do Vale do Ribeira podem dar o exemplo para o Estado e para o Brasil na forma de equacionar o problema salarial na contratação de médicos. A situação que vivemos é assim: um prefeito oferece vantagens e o médico sai; vai trabalhar em outro município. Outro prefeito oferece mais vantagens e o profissional sai. Aí, ao invés de melhorar a saúde para a população, acabamos todos nós gastando mais e sendo pior atendidos”.
Na parte técnica da atenção básica, o secretário mantém expectativa de que a supervisão técnica do Consórcio resultaria na formação de uma grande equipe de atendimento à atenção básica com objetivos e ideais bem definidos: “A idéia do PSF, que muitos prefeitos esqueceram e os próprios médicos esqueceram, é que a equipe passa a conhecer o paciente e sua família. Vou dar um exemplo. Uma mulher de 40 anos que toda segunda-feira procura atendimento médico e reclama de dores de cabeça. Ocorre que ela é esposa de um alcoólatra que enche a cara todo domingo. Não adianta fazer tomografia ou radiografia porque a dor de cabeça não vai parar , a menos que a gente cuide do marido dela. Muitas vezes, não é remédio que a pessoa precisa. Ela precisa ser ouvida e acolhida”.
O secretário Barradas também disse ser favorável à demanda dos prefeitos do Alto Vale para o Consaúdeassumir o Hospital Municipal de Apiaí, transformando-o em unidade regional: ” Será bom para a região do Alto Vale e para o próprio Vale do Ribeira”.

Avaliação do Conselho de prefeitos
A superintendente do Consaúde, Maria Cármen Amarante Botelho, afirmou que as duas sugestões do secretário Barradas : o gerenciamento do Hospital de Apiaí e a padronização dos salários dos médicos e enfermeiros dos PSF serão temas colocados para avaliação do Colegiado de prefeitos do Consórcio. A reunião do Conselho deverá acontecer ainda nesse mês. Maria Cármen afirmou que , se houver aprovação dos prefeitos, o Consaúde precisará ser adequado para assumir os novos desafios.
Em sua opinião, a maior mudança seria o Consaúde assumir a responsabilidade pelo pagamento de salários e coordenação técnica dos médicos e enfermeiros dos PSF. Hoje, o pagamento é feito pelas prefeituras com recursos do Governo do Estado. “È uma proposta super importante e inovadora para o Estado e o País. Poríamos um fim ao sistema de leilão salarial que tanto prejudica as prefeituras e os serviços de saúde regionais”, opinou.
Após reunião com os prefeitos, o secretário visitou as instalações do Hospital São João e elogiou a atual estrutura. Na oportunidade, a superintendente do Consórcio Maria Cármen entregou projetos de instalação de uma UTI adulto no valor de R$ 1.325.425,00; equipamentos para o serviço regional de Otorrinolaringologia, no valor de R$ 118,808,00 e a aquisição de uma Mesa Cirúrgica no valor de R$ 35 mil.
A visita do secretário Barradas foi acompanhada pelo coordenador Márcio Cidade Gomes, de Gestão de Serviços de Saúde; Luiz Maria Ramos Filho, coordenador de regiões de saúde; Luiz de Mello, assessor técnico de gabinete, pelo diretor da DRS XII, Nilson Resende, diretores dos hospitais e pelos prefeitos de Apiaí, Edmilson Couras da Silva; Barra do Chapéu, Eduardo Fillietaz; Barra do Turvo, Rosângela Rosário da Silva; Cajati, Luiz Henrique Koga; Cananéia, Adriano César Dias; Eldorado, Donizete Antônio de Oliveira; Iguape, Maria Elizabeth Negrão da Silva; Itaoca, Aluízio Ribas de Andrade; Itariri, Dinamérico Gonçalves Peroni; de Juquiá, Merce; de Juquitiba, Maria Aparecida Pires; Miracatu, Dea Fátima, Pedro de Toledo, Sérgio Miyashiro, Ribeira, Gidioni de Oliveira Macedo, Sete Barras, Nilce Ayako Miashita e de Pariquera-açu, Zildo Wach. Os demais prefeitos enviaram representantes.