Unidades do CONSAÚDE realizam atendimento a vítimas de acidentes na BR-116

As duas vítimas graves do primeiro acidente estão internadas na UTI do Hospital Regional Vale do Ribeira, em Pariquera-Açu/SP.

Dois acidentes quase que simultâneos tiraram a normalidade do tráfego de veículos na manhã de hoje, 11 de abril, na BR-116, próximo ao município de Registro/SP, no Vale do Ribeira, ambos no sentido Norte (Curitiba/São paulo). Primeiro a colisão entre uma carreta e um ônibus que deixou 17 pessoas feridas no km 435 da Rodovia Régis Bittencourt – os veículos pegaram fogo após a colisão traseira. Até o momento, duas (2) pessoas já foram liberadas e as outras 15 foram transportadas para unidades hospitalares da região.

Além de unidades do Corpo de Bombeiros e do serviço de emergência da própria Concessionária, mais uma vez o Serviço de Atendimento Médico às Urgências, SAMU Vale do Ribeira/CONSAÚDE, enviou duas ambulâncias, uma de Suporte Avançado e outra de Suporte Básico para auxiliar no atendimento às múltiplas vítimas.

Segundo acidente da manhã

Logo após o atendimento aos feridos do primeiro acidente uma das unidades do SAMU Vale do Ribeira deslocou-se para atender outra ocorrência na BR-116. De acordo com as informações da própria Concessionária, a pista sentido Norte estava interditada, o que acabou resultando em um outro acidente, desta vez no Km 448 no fim do congestionamento de carros causado pelo primeiro. Porém, desta vez, entre duas carretas com apenas uma vítima presa em ferragens.

Em ambas as ocorrências, as unidades do CONSAÚDE desempenharam papel ativo e fundamental no resgate às vítimas. Não foram confirmadas vítimas fatais no local dos acidentes.

HRVR

Das três (3) vítimas dos dois acidentes levadas até o Hospital Regional, todas foram devidamente avaliadas e examinadas pela equipe do P.Socorro – um homem, preso em ferragens, e duas mulheres de 41 e 46 anos, com múltiplas fraturas e em estado grave foram transportados ao Hospital Regional Vale do Ribeira (HRVR/CONSAÚDE) devido sua condição de unidade hospitalar de referência. As últimas foram levadas ao Centro Cirúrgico e estão internadas em estado regular na UTI, sendo que uma das mulheres teve amputação de membro inferior.