Vale do Ribeira recebe investimento de R$ 100 milhões na área de saúde

Obras vão garantir melhoria na qualidade do atendimento, menos viagens para consultas médicas e exames e a geração de novos empregos na região]

FONTE: JORNAL REGIONAL BLOG

Vale do Ribeira

Com interferência do deputado estadual Samuel Moreira, presidente da Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, a Secretaria de Estado da Saúde fará investimento nos municípios do Vale do Ribeira, alcançando cifras superiores a R$ 100 milhões. O maior investimento será na construção de um hospital de alta complexidade em Registro, que custará R$ 70 milhões, sem incluir equipamentos.

“Quero ressaltar a importância do deputado Samuel para que Registro conquistasse esse hospital que será, realmente, um divisor de águas no nosso município”, disse recentemente o prefeito Gilson Fantin ao falar sobre a unidade, que será construída às margens da rodovia Régis Bittencourt (BR 116). Serão 300 empregos temporários na obra e 400 empregos permanentes após o funcionamento do hospital.

“A gente vê uma situação muito interessante de ter um hospital, que poderá ser hospital escola na região, pois vai criar um ambiente acadêmico aqui e otimizar a fixação de profissionais no Vale”, observou Ariovaldo Pires, diretor do Núcleo de Regulação da Diretoria Regional de Saúde (DRS). Ele ressaltou, ainda, o empenho do diretor da DRS Nilson Lara Resende para agilizar os processos visando que as obras sejam realizadas o mais rápido possível.

Outro significativo investimento será na atenção básica. O governador deve anunciar, nos próximos dias, o repasse de R$ 15 milhões, divididos para os quinze municípios do Vale do Ribeira, para a construção de Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Cada unidade terá projeto padrão, com 200 metros quadrados de área construção e o recurso prevê, também, a compra de equipamentos. O programa de fortalecimento da atenção básica vai incluir, ainda, a criação do Piso Estadual da Atenção Básica, que destinará R$ 3,00 por habitante em todos os municípios paulistas.

A saúde mental também terá reforço com a construção de dois Centros de Atenção Psicossocial (CAPS II), que terá investimento de R$ 2 milhões e serão construídos, provavelmente, em Juquiá e Registro. O Estado se responsabilizará pela construção, equipamentos e custeio das duas unidades.

A negociação com a Fundação CESP para que o imóvel da antiga Usina de Juquiá, atualmente sob responsabilidade do Estado, seja repassada para a Secretaria da Saúde para servir à implantação de um CAPS Regional Álcool e Drogas, visando a recuperação de dependentes químicos na região, é também uma importante iniciativa do governo do Estado para melhorar os serviços públicos de saúde no Vale do Ribeira.

Também serão criados cerca de 270 empregos no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e Rede de Reabilitação Lucy Montoro, cuja obra encontra-se em fase de conclusão em Pariquera-Açu. O investimento nas duas unidades será de R$ 9,5 milhões. Ainda em Pariquera-Açu, o governador Geraldo Alckmin autorizou, por intermédio da Secretaria da Saúde, a construção de um novo hospital de média complexidade, ampliando assim a capacidade de atendimento do Hospital Regional Leopoldo Bevilacqua. Ainda não se tem o valor dessa obra, que está em fase de planejamento.

O Estado também está fazendo estudos para investimentos na melhoria da rede de urgência e emergência (prontos socorros) existente na região.

A superintendente do CONSAÚDE, Maria Cármen Amarante Botelho, também considera que os investimentos do governo do Estado contribuirão para uma melhora significativa na prestação de serviços de saúde no Vale do Ribeira, ampliando o número de especialidades e reduzindo o número de viagens que, além do alto custo, impõe mais sacrifício aos doentes. “E essa melhoria será resultado de uma conjunção de esforços dos prefeitos da região, da luta do deputado Samuel Moreira e do compromisso político que o governador Geraldo Alckmin e o Dr. Guido, secretário da Saúde”, conclui.