HRLB/CONSAÚDE realiza aproximadamente 900 testes de Hepatite no Projeto “Procura C”

Durante mais de duas semanas de campanha foram identificados cinco casos positivos deste tipo de patologia

O Projeto “Procura-C,’ que abrangeu a área geográfica do município de Pariquera-Açu/SP e as unidades do Consórcio no Vale do Ribeira, objetivou trazer maior informação e a possibilidade de fazer o teste gratuito da Hepatite C com o devido suporte de médicos da instituição.

A ideia do projeto foi possibilitar a conscientização em relação à Hepatite crônica C (HCV), e promover o diagnóstico precoce, crucial para o sucesso da terapia de combate a este vírus, já que o mesmo pode permanecer por mais de 20 anos no organismo sem se manifestar. O público-alvo da campanha incluiu usuários e freqüentadores dos ambulatórios do HRLB, além de estar aberto para toda a população. O que se constatou foi a grande participação do público que em 16 dias realizou aproximadamente 900 exames, dos quais cinco (5) deram positivo para Hepatite C.

A campanha contou com o apoio da Roche Brasil que forneceu os testes rápidos, e se destinou a pessoas com idade entre 30 e 69 anos. Na ocasião foram fornecidos laudos com o resultado do exame, que fica pronto em apenas vinte minutos. Os casos positivados durante a campanha já foram imediatamente agendadas no Ambulatório de Hepatites do HRLB/CONSAUDE para informações complementares, orientações e se necessário, testes confirmatórios, acompanhamento e tratamento médico.

Hepatite C no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde aproximadamente três milhões de pessoas no Brasil tem Hepatite C, e são registrados cerca de 10 mil novos casos por ano e cerca de 2 mil mortes em conseqüência da doença no mesmo período.

A principal forma de transmissão da Hepatite C se dá por meio de contato com sangue, como compartilhamento de alicates de unha, lâminas de barbear, agulhas, seringas, equipamentos para tatuagens, uso de drogas e transfusão de sangue antes de 1993. Infelizmente, a maioria desconhece a doença, uma vez que seus sintomas surgem, em média, 20 anos após o contágio. Além disso, ela é responsável por complicações como Cirrose, Câncer e necessidade de Transplante de Fígado.