Polvos de crochê ajudam bebês da UTI Neonatal do HRLB

17311044_1325859894202082_8760857851359842583_o

Uma técnica simples que começou na Dinamarca e já chegou na UTI Neonatal do Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua, de Pariquera-Açu, administrado pelo CONSAÚDE, tem ajudado e muito os bebês prematuros. Na UTI são usados polvos de crochê para ajudar no tratamento dos recém-nascidos que necessitam de cuidados intensivos.

O tentáculo lembra o cordão umbilical. A linha macia do crochê dá conforto aos bebês. É terapêutico, sendo um carinho com benefícios visíveis: os bebês engordam e ficam mais calmos na incubadora. Estes são os resultados obtidos com os bonecos, inspirados nos polvos.

O formato espiral dos oito tentáculos lembram um cordão umbilical. A ideia é que o polvo, feito com linha de crochê 100% algodão e manta siliconada, lembre o útero materno. Pois estes polvos estão ajudando bebês prematuros a se sentirem mais seguros e confortáveis em maternidades pela Europa e agora no Brasil. Existe uma explicação para isso. Ao abraçar o brinquedo, feito de crochê, os recém-nascidos se sentem mais calmos e protegidos, pois os tentáculos se remetem ao cordão umbilical e dão segurança semelhante a do útero materno.

Projeto Octo começou na Dinamarca em 2013, quando um grupo de voluntários passou a costurar polvos de crochê para doar para bebês prematuros em unidades de tratamento intensivo neonatais.

Importante ressaltar que, para que o brinquedo seja seguro para recém-nascidos, os polvos precisam ser 100% algodão, assim podem ser levados à máquina de lavar. Atenção aos tentáculos, que não podem passar de 22 centímetros.

Quem quiser doar, pode entrar em contato com a página do facebook da UTI NeoNatal do HRLB, que é www.facebook.com/utineonatalhrlb ou então entrar em contato direto com o telefone do hospital que é (13) 3856-9600.

20170403_111855