Pacientes do HRLB recebem orientações sobre diabetes

image2

No ambulatório do Hospital Regional Dr. Leopoldo Bevilacqua, de Pariquera-Açu, administrado pelo CONSAÚDE, pacientes que aguardam consulta com o médico vascular recebem orientações sobre o diabetes. As palestras acontecem todas terças e quintas, e são ministradas pela enfermeira Sandra Adorno.

A ideia de conscientizar os pacientes sobre os cuidados com a doença partiu da própria enfermeira, que ganhou apoio do CONSAÚDE para iniciar a ação. “Percebendo as dificuldades de muitos pacientes em cuidar da própria saúde e evitar as complicações com o diabetes, decidimos dar início ao trabalho de orientação. Infelizmente, muitos sofrem amputações por desconhecer os cuidados mínimos que a doença exige”, disse Sandra.

Durante as orientações, que duram cerca de vinte minutos e são bem explicativas, os pacientes entendem o que é o diabetes e, didaticamente, aprendem a detectar as possíveis complicações. Após a palestra, eles recebem folhetos com dicas e explicações.

O diabetes é uma doença metabólica que afeta as taxas de açúcar no sangue e, caso não seja controlada, pode trazer complicações. Uma delas é o chamado “pé diabético”, que demanda cuidados especiais, entre eles evitar cortar cutículas, calos e cantos das unhas, observação de feridas, mudança de cor de pele, o uso de calçados específicos e hábitos de higiene. “São cuidados simples, mas que evitam as complicações da doença”, explicou Sandra.

Além de todos os cuidados com os pés, os pacientes são orientados a avaliar alguns sintomas que podem indicar o início das complicações, além de buscar acompanhamento com nutricionista para ter uma alimentação adequada, tomar a medicação nos horários corretos e praticar atividades físicas. O objetivo é melhorar a qualidade de vida dos pacientes e incentivá-los a cuidar melhor da própria saúde.

Dicas para avaliar o açúcar no sangue

Observar se há feridas nas pernas e pés de difícil cicatrização;

Perda de peso ou ganho, de repente, sem motivo aparente;

Vontade de beber água excessiva;

Sentir muita fome;

E quando urinar muitas vezes ao dia.

Diante destes sintomas, é fundamental procurar ajuda médica para medição de açúcar no sangue e, sendo necessário, iniciar um tratamento.